Diferença entre Mel de Manuka UMF, Active e MGO

Há um monte de informações na Internet sobre o Mel de Manuka e as diferentes classificações disponíveis; algumas informações são boas, algumas razoáveis e algumas são simplesmente incorretas. Abaixo iremos responder a questão da classificação do Mel de Manuka para você. A partir de agora você vai saber o que “UMF”, “Active” e “MGO” significam. Depois de ler este artigo você será capaz de comprar o Mel de Manuka com confiança, sabendo a diferença entre as classificações e saber como identificar o verdadeiro Mel de Manuka. Afinal, quem quer gastar dinheiro em um mel com uma falsa ou deturpada classificação?!

Classificações para o Mel de Manuka – o que são, afinal??

Flor de Manuka - usada pelas abelhas para produzir o Mel de Manuka

As classificações no Mel de Manuka deveriam informar a potência antibacteriana do mel. O Mel de Manuka da Nova Zelândia tem algumas propriedades anti-bacterianas muito poderosas. Essa é uma razão pela qual o mel é capaz de matar bactérias bastante resistentes a antibióticos. É realmente muito impressionante – o Mel de Manuka tem uma gama muito ampla de aplicações. Você pode ler mais sobre os benefícios do mel Manuka aqui.

Mas as perguntas para a pessoa que está procurando comprar este mel incrível são: “Como sei que estou comprando a coisa real?”, “Como eu sei que a classificação está correta?”, E “Por que alguns potes de Mel de Manuka tem “UMF”, algumas “Active (Ativo)”, e alguns ‘MGO’? ” Vamos responder a essas perguntas ..

Mel de Manuka “Active”

Tudo que “Active” significa é que o mel em questão tem algum tipo de atividade  de peróxido de hidrogênio. Todos e qualquer mel no mundo pode ser classificado como “Active / Ativo” de uma forma ou de outra e se testado em laboratório isto poderá ser comprovado. Dois fatores importantes devemos ter em mente:

  1. Se um mel é “ativo / active” If a honey is “active”, não significa dizer necessariamente que ele tem poder anti-bacteriano e,
  2. Não existem leis, regulamentos or órgãos governamentais que controlam o uso da palavra “Active / Ativo” em potes de Mel de Manuka.

Isto significa dizer que qualquer um, em qualquer parte do mundo pode usar o termo “Active 10+”, “Active 12+”, “Active 16+”, ou até mesmo “Active 2,000+” em um pote de Mel de Manuka e não significa nada necessariamente. Imagine a seguinte situação: Você paga um bom dinheiro em um pote de Mel de Manuka “Active 16+” e na realidade o que está levando para casa é um pode de mel com algum Mel de Manuka misturado com qualquer outro tipo de mel (desses que você encontra em qualquer super-mercado). Nãohá qualquer regulamentação então qualquer um pode dizer que está vendendo mel “Active / Ativo” e incluir qualquer número (Active 16+, Active 16000+).

Mel de Manuka “MGO”

O que é “MGO”? MGO é a sigla em inglês para uma substância chamada  Methylglyoxal. Parece bem chique, complicado mas é apenas uma substância orgânica encontrada no Mel de Manuka – uma das substâncias responsáveis pelo poder anti-bacteriano do Mel de Manuka. Apesar de ser parte importante na formulação do poder anti-bacteriano do Mel de Manuka, o MGO não é o único fator. Um estudo científico de 2011 (texto em inglês) revelou um fato interessante:

“Methylglyoxal [MGO] é um componente anti-bacteriano importante no Mel de Manuka, mas após neutralizar este componente, o Mel de Manuka retém o seu poder anti-bacteriano devido a diversos outros fatores desconhecidos.” [itálicos do autor]

Isto é fascinante! Mesmo após a neutralização do MGO do Mel de Manuka em laboratório, o mel ainda manteve seu poder anti-bacteriano. O que isto significa? Significa que o MGO representa parte do poder anti-bacteriano do Mel de Manuka, mas não todo ele. Existem outros componentes que fazem com que o Mel de Manuka tenha um poder anti-bacteriano tão forte.

“Ótimo, então o que significa quando eu vejo a sigla MGO em um pote de Mel de Manuka?” Boa pergunta. Significa que o nível de MGO no mel daquele pote foi medido O problema é que:

  1. MGO é apenas parte parte da natureza anti-bacteriana do Mel de Manuka (como acabamos de ver), e
  2. A marca comercial MGO não possui regras, leis órgãos governamentais que possa gerir, controlar, fiscalizar e validar as informações no rótulo. Portanto, a MGO pode colocar qualquer coisa, qualquer número ou valor que escolher no rótulo do pote de mel – ainda que esteja acima daquilo que foi testado em laboratório.

Então voltamos ao problema inicial com o uso do termo  “Active” no rótulo. Aqueles que usam a marca registrada MGO podem colocar qualquer número que quiserem logo após o termo MGO: “MGO 400+”, “MGO 550+”, ou “MGO 5000000+” e não há nenhuma organização, entidade, órgão do governo, nada, para garantir que o que está sendo afirmado nos rótulos é verdade. Além disso, desde que o componente MGO do Mel de Manuka não representa todo poder anti-bacteriano do mel (como vimos acima) ainda assim não haveria como saber quão poderoso é o poder anti-bacteriano, mesmo que o número no rótulo estivesse correto.

Então como, você se pergunta, posso saber qual o real poder anti-bacteriano do Mel de Manuka.? Existe algum tipo de padrão que eu possa seguir, e dizer sem medo que estou comprando o verdadeiro Mel de Manuka? Sim, existe uma forma de se saber o real poder anti-bacteriano do Mel de Manuka e existe regulamentações e um órgão gestor para garantir que todos os processos sejam seguidos. Isto nos leva até ao UMF.

Mel de Manuka “UMF”

UMF significa “Unique Manuka Factor.” Nos diz qual o real teor anti-bateriano do Mel de Manuka. Desde que o fator anti-bacteriano do Mel de Manuka vêm de diversos elementos, o fator UMF leva todos estes elementos em conta (incluindo o fator MGO) e nos dá uma classificação final. As classificações UMF mais comuns são UMF 5+, UMF 10+, UMF 15+, and UMF 20+. O “+” depois do número apenas significa que pode ser maior do que o número indica mas não será menor. Por exemplo, um pote de Mel de Manuka UMF 15+ terá fator no mínimo de 15, mas pode ser maior.

Em 1981 um professor na Waikato University em Nova Zelândia, Dr. Peter Molan, identificou que o mel proveniente da flor de Manuka na Nova Zelândia (Leptospermum scoparium) continha um extraordinário, extremamente estável e poderosa atividade de peróxido de hidrogênio anti-bacteriana. Era algo natural e não estava presente em nenhum outro tipo de mel. Ele então usou pela primeira vez o termo “Unique Manuka Factor” para descrever estas propriedades do mel.

Selo UMF com informações sobre o Mel de Manuka - encontrado apenas no verdadeiro Mel de Manuka UMF

A classificação UMF é auditada e regulada pela  Unique Manuka Factor Honey Association (UMFHA) na Nova Zelândia. Mel de Manuka que possui classificação UMF é monitorado a partir dos apiários até o processo de embalagem e distribuição. Cada pote pode ser rastreado de volta ao apiário de origem e até ao laboratório que testou o lote para determinar o fator UMF. Cada pote de Mel de Manuka UMF terá a informação que você vê na imagem ao lado: data de fabricação, validade, número de lote (que é usado para o processo de rastreamento mencionado anteriormente).

O padrão UMF tem alcance global e é totalmente definido. Tudo é auditado e validado de forma independente. Ninguém pode utilizar o rótulo UMF em qualquer parte do mundo a menos que sigam todas as exigentes regras e processos necessários para garantir que as informações que você vê no rótulo do seu pote de Mel de Manuka são corretas e legítimas.

Conclusão

Bem, aí está, o que você precisava saber sobre Active/Ativo, UMF, e MGO. Você agora sabe a diferença entre as diversas formas de classificação e está armado com o conhecimento para fazer a melhor escolha na hora de comprar seu pote de Mel de Manuka. Se tiver qualquer outra pergunta sobre estas formas de classificação, use o formulário abaixo e adicione sua pergunta / comentário.

O Mel de Manuka

Mel de Manuka – Um presente da Nova Zelândia para o Brasil

Da flor chamada Manuka as abelhas da Nova Zelândia produzem o mel mais poderoso do planeta. Estudos comprovam que o mel de manuka possui poderosas propriedades antibacteriana, antimicrobiana, antioxidante, antiviral, anti-séptica, antiinflamatória e antifúngica. Isto faz com que o mel de manuka seja extremamente eficiente no tratamento de uma grande variedade de doenças.

Uso Interno

Quando ingerido, o mel de manuka é eficaz no tratamento de:

  • Dores estomacais
  • Ulcera estomacal
  • Dores de Garganta
  • Amidalite
  • Acidez estomacal
  • Queimação Estomacal
  • Gastrite
  • Esofagite
  • Gripes e resfriados
  • Colite Ulcerosa

Uso Externo

Quando aplicado na pele, o mel de manuka é efetivo no tratamento de:

  • Feridas infeccionadas
  • Queimaduras
  • Acnes (cravos e espinhas)
  • Eczemas
  • Micoses
  • Ulceras da Pele
  • Feridas Cirúrgicas
  • Infecções causadas por fungos ou bactérias
  • Inflamações em geral

Abelhas
O mel de manuka é um produto 100% natural e por isso não tem contra indicações.

Atenção! Assim como qualquer outro tipo de mel, o mel de manuka NÃO deve ser dado para crianças menores de um ano de idade. Para crianças maiores de um ano de idade e para adultos o mel é perfeitamente seguro e altamente saudável.